Universo Nintendo

Análise: Cruis’n Blast

Cruis’n é uma série de corrida no estilo arcade que já data desde o Nintendo 64 e seu título mais novo, Cruis’n Blast, mantém o espírito de seus antecessores. No entanto, todas as características de Cruis’n Blast remetem aos tempos de glória da série nos anos 90, tornando-se um produto bastante único e deslocado no atual mercado. Em uma comparação apta, é como ver um fóssil retornando à vida nos tempos modernos, efetivamente um dinossauro em forma de jogo. Comparar este dinossauro com demais títulos presentes no mercado atualmente chega a ser inapropriado: O dinossauro não vai ter os visuais que esperamos atualmente. Não vai ter as mecânicas que esperamos atualmente. Também não vai ter o tipo de conteúdo que esperamos atualmente. Completamente deslocado de seu período. Então o que efetivamente temos com a experiência de Cruis’n Blast ? A prova de que pilotar um dinossauro é uma experiência divertida e atemporal. 

Blast foi originalmente lançado para os arcades e agora chega ao Switch e, consequentemente, toda sua experiência está firmemente alinhada com a operação de jogos de fliperama. Não há corridas com volta, por exemplo, todas as pistas são trechos de A até B e que passam por uma variedade de locais. Brasil ? Claro. Deserto ? Também. Alguma ruína abandonada no gelo ? Porque não. O jogo joga na tela tantas ideias absurdas que seria injusto com o jogador descrevê-las aqui. O objetivo é bem claro, colocar o máximo de coisas absurdas e legais na tela para induzir crianças a convencerem seus pais a pagarem pela ficha de fliperama. Sou obrigado a dizer que a execução deu muito certo. 

A jogabilidade é completamente arcade, sendo bem fácil controlar seu veículo. O clássico turbo com o carro empinado está presente aqui também junto com uma variedade impressionante de piruetas e outras acrobacias com o carro. Efetivamente falando, a única mecânica que realmente importa é como fazer derrapagens para realizar e juntar os turbos, semelhante a Mario Kart e Crash Racing. Todo o resto e que são várias outras características, é pura firula visual. Por razões de ser um dinossauro dos anos 90, cada pista e variação tem três chaves secretas para serem coletadas e que liberam mais veículos. Procurar essas chaves é divertido, pois incentivam o jogador a buscar caminhos alternativos em cada pista, ser bastante atencioso com os detalhes e também a abusar de certas mecânicas para realmente conseguir alcançar essas chaves. 

Toda a experiência de Cruis’n Blast são essas fases rápidas com variações que realmente as tornam diferentes. Buscar as chaves se torna um objetivo extra para aumentar a longevidade do título que pode ser concluído em poucas horas. Você obtém também dinheiro com as corridas e que permite comprar cosméticos para seus veículos. Não é o tipo de jogo que alguém jogaria por horas a fio, mas algo que você pode buscar 15 minutos de seu tempo e ter um ótimo tempo se divertindo. Em um pequeno toque de modernidade, é possível usar o dinheiro virtual para também comprar cargas de nitro, efetivamente dando uma vantagem ao jogador pagante perante aos demais.

Jogo analisado com código fornecido pela Publisher.

75%
Bom

De certa forma, Cruis’n Blast é uma montanha russa. É rápido, veloz, divertido e também bastante curto. Seu espírito está firmemente focado em uma era que já passou, mas que ainda procura impressionar e divertir pessoas independente da época.

  • Design
você pode gostar também
Comentários