Mastodon
Universo Nintendo

Analise – Freedom Planet 2

Retorne a Avalice e enfrente uma ameaça antiga.

Freedom Planet 2 é a aguardada sequência do jogo de ação rápida da Galaxytrail. Alguns anos após os acontecimentos em Freedom Planet (e muitos no mundo real), é hora de retornar ao mundo de Avalice e explorar esse mundo novamente com a companhia do trio de aventureiras.

Ameaça ancestral

Apesar de ser uma sequência, a história remete a um tempo antes mesmo do primeiro jogo. Caso você queira saber a história do primeiro jogo, se trata de um conquistador de mundos chamado Brevon que mata o rei de um dos reinos e tenta conquistar o mundo, instigando uma nova guerra civil.

Anos após os acontecimentos de Freedom Planet 1, o trio de ex-caçadoras de recompensas e agora heroínas do reino, Lillac, Carol e Milla, presta ajuda a ele quando descobrem uma ameaça vinda de tempos das guerras antigas dos reinos, quando ainda eram separados por raças. Merga, um dos últimos dragões, quer vingança pela sua espécie e, para isso, quer despertar uma arma antiga e acabar com a vida neste mundo.

A história pode parecer um simples conto da jornada do herói, mas é muito bem executada e conta com alguns pontos de vista extras, te ajudando a formar uma opinião mais completa daquele mundo. Ao falar com NPCs e descobrir item raros e quests escondidas que expandem ainda mais o game, Freedom Planet 2 tem muito a oferecer se você quer se interessar pelo mundo. Eu mesmo já quero o próximo (espero que não leve tanto tempo dessa vez).

Um reino, quatro histórias

A jogabilidade em Freedom Planet 2 pode variar de acordo com o personagem escolhido. Lilac, o dragão aquático, pode atacar rodopiando e realizar uma investida rápida para qualquer direção; é um personagem de alta mobilidade e combate, bom para explorar livremente.
Já Carol, a gata, ataca com suas garras e disco de pulo, mas tem ajuda de sua moto encontrando seu item pelo mapa; seu combate exige um pouco mais de habilidade, mesmo com uma boa mobilidade.
Milla, a cachorra, usa seus golpes de curta distância e projéteis para atacar e pode voar com suas orelhas gigantes; é um personagem mais técnico.
Neera, a panda, utiliza sua lança de gelo para ataques de curto e longo alcance atirando projéteis e congelando inimigos; tem como habilidade especial melhorar sua velocidade de ataque.

Clique aqui e receba as notícias direto do Canal Universo Nintendo no seu no Telegram

As fases são iguais para todos eles, com um chefe no final. O diferencial está na exploração das fases com cada personagem e em poder escolher a ordem de alguns capítulos. São mais de 30 fases com mecânicas únicas, cheias de ação e alto fator replay graças aos personagens extra. São pelo menos de 8 a 10 horas por personagem, mas isso pode diminuir dependendo da sua eficiência.

Parte técnica

Os gráficos de Freedom Planet 2 avançaram muito em relação ao primeiro, começando pela melhora no design dos personagens, que antes, mesmo com toda sua personalidade, ainda lembrava muito os personagens do mundo de um certo ouriço azul.
Seus cenários são incríveis, ricos em detalhes e misturam a China imperial com um toque leve de technopunk. As animações dos inimigos são muito fluidas. Dá pra ver muito bem o zelo e esforço dos criadores com cada elemento do jogo.

A trilha sonora é bem extensa e muito boa, usando muito do gênero techno para dar mais ar technopunk e é recheada referências musicais. Zhao Land tem uma das melhores trilhas disparadas.

Freedom Planet 2 não tem nenhum problema rodando no Switch e não aconteceu nada fora do comum. O único porém é que um jogo com tantas falas! Podia ter uma legenda em português ao menos. Quem sabe em um patch próximo.

Review Freedom Planet 2
Veredito
Freedom Planet 2 é um excelente jogo de plataforma 2D de combate rápido, contando com dublagem, um elenco carismático, uma trama envolvente e muito conteúdo. É um trabalho muito bem feito e precisa ser jogado por mais pessoas. A mistura de drama, comédia e referências de Freedom Planet 2 é algo difícil de fazer e merece esse destaque.
Prós
Combate afiado;
Alto fator de replay;
Personagens carismáticos;
Roteiro emocionante;
Gráficos fluidos e bem animados;
Ótima trilha sonora.
Contras
10
você pode gostar também
Comentários