Universo Nintendo

Análise – Atari Mania

Comemoração bacana, mas sem qualidade

Como nunca tive nenhuma experiência com a era Atari além de um CD antigo de PS1 que tive a chance de experimentar uma vez, talvez os jogos da época não falem tão alto comigo. No entanto, decidi dar uma chance a essa suposta coleção, pois realmente adoro jogar a era 8 e 16-bits. Dito isso, quão divertido pode um monte de “jogos do tipo Atari” ser compilados em um único título?

Não é uma coleção

A maioria dos títulos me lembra variações de um Brick Game
A maioria dos títulos me lembra variações de um Brick Game

Não se engane: esta não é uma coleção. Em vez disso, Atari Mania é uma espécie de mashup de minijogos, juntamente com alguns puzzles para serem resolvidos e uma experiência semelhante a Zelda – em termos de câmera e divisão de cenário. Aqui, somos o zelador do lugar, que acabou de encontrar um dead-pixel se expandindo pela sala e sugando todos que estavam lá. Nossa missão é encontrar as capas dos jogos e trazê-los para cada dead-pixel que encontrarmos, tendo que jogar cada um desses jogos e suas respectivas variações para vencer o chefe daquela sala.

Quanto à jogabilidade, ela varia de acordo com os jogos que você encontrou, e às vezes eles são remixados, resultando em uma espécie de versão modificada daquele título específico. Porém, todos eles são baseados em tempo, o que significa que você precisa ir rápido se quiser ter sucesso.

Jogos tediosos
Jogos tediosos

Cada pixel morto contém uma linha do tempo de minijogos para nos divertimos e vencermos até enfrentarmos a fase mestre no final da trilha de games. O minigame final mistura os já jogados com o chefe em si, e temos que destruí-los para ganhar a vitória.

Durante os momentos de exploração, conversaremos com NPCs e coletaremos itens que serão usados ​​para percorrer os cenários, mas nada que surpreenda ou que adicione complexidade à jornada. No máximo, alguns puzzles aqui e ali utilizando ferramentas são a resposta para seguir em frente.

Capas dos jogos
Capas dos jogos

Embora tudo isso pareça oferecer positivo e uma grande variedade, infelizmente, a jogabilidade se repete muito e envelhece rapidamente. E mesmo que o número total de minijogos exceda 100, a maioria deles parece mais do mesmo com modificações mínimas. Além disso, toda a experiência é focada em um jogador, o que significa que nenhum multiplayer está disponível aqui de forma alguma. E isso é uma grande falha, já que jogar esses tipos de games curtos é muito mais divertido com pessoas.

Boa homenagem, mas é só isso

Atari Mania presta uma boa homenagem à era Atari, mas todos os jogos são monótonos e repetitivos, a ponto de jogar três ou quatro minigames te deixar saturado. A exploração é o ápice da jogabilidade, quando o contrário deveria ser tal. Por fim, a inexistência de um modo multiplayer leva o jogo a ter menos valor de replay.


Jogo fornecido para análise pela Atari.

Atari Mania capa
Atari Mania
Veredito
Não se engane: Atari Mania não é uma coleção ou compilado de games do passado, mas sim uma homenagem em formato de exploração e remixes de minigames.
Prós
Gráficos 8-bits belíssimos
Momentos de exploração e resolução de puzzles são bacanas
Contras
Alguns remixes parecem muito preguiçosos
Sem multiplayer
Repetição absurda
4
Não é uma coleção, mas sim uma homenagem
você pode gostar também
Comentários