Universo Nintendo

Análise – Cuphead: The Delicious Last Course DLC

Xicrinho e Caneco encontram a moler Chaleira

Eu me diverti muito com Cuphead quando foi lançado, e não esperava tanto assim. Este jogo de plataforma aparentemente inofensivo com aparência de desenho animado é, na verdade, uma experiência de run ‘n’ gun (correr e atirar) com elementos de boss rush (lutas com chefes em foco). Em alguns estágios, você enfrentará uma luta com chefe enquanto mantém atenção em seus lacaios e tenta evitar seus ataques e projéteis lançados contra você a todo segundo. O DLC The Delicious Last Course é um dos conteúdos mais esperados dos últimos anos, tanto pelo público de Cuphead quanto por mim. Bem, a pergunta é: a espera valeu a pena?

Miss Chalice volta à vida

Chalice, sua vacilona
Chalice, sua vacilona

Se você nunca percebeu isso, Miss Chalice é um dos personagens que aparecem no jogo base como um fantasma, e conversa com Cuphead e Mugman nesses estágios de Mausoleum, nos quais você deve proteger um jarro sobre um mesa no centro da tela de fantasmas que continuam vindo em sua direção, então Cuphead deve usar seu parry para fazê-los desaparecer.

Neste DLC, temos que ter vencido pelo menos um desses estágios do Mausoleum; em seguida, desbloqueamos um barqueiro ao lado dele que nos levará à terra do DLC remando até lá. Então, depois de uma cena maravilhosamente bem feita, como Cuphead sempre faz, somos apresentados à Miss Chalice mais uma vez em sua forma fantasma. Então ela pede a ajuda de Cuphead e Mugman e imediatamente dá a eles uma espécie de biscoito mágico que faz um dos “rapazes” e Chalice trocarem de lugar, transformando instantaneamente ele em um fantasma.

Depois de conversar com um padeiro local sobre um experimento que ele está fazendo visando um doce muito mais eficaz para transformar Chalice em uma forma viva permanentemente, somos encarregados de coletar todos os ingredientes para que ele possa chegar ao resultado final que pretende. Então, finalmente, estamos prontos para embarcar nessa jornada de caçar ingredientes e eliminar mais chefes absurdamente bem compostos – assim como suas lutas.

Novidades e os poderes de Chalice

Chalice tem poderes bem úteis
Chalice tem poderes bem úteis

Jogar como Miss Chalice é um tanto interessante. Você não pode selecioná-la como personagem jogável em si. Em vez disso, você deve equipar o biscoito mágico dela a um dos personagens, e então aquele que recebeu o biscoito trocará de lugar com ela. Esta é uma faca de dois gumes, já que o biscoito ocupa um espaço crítico que pode ser usado para outro poder especial. Ou seja: é pegar ou largar.

Chalice tem poderes únicos que diferem muito de Cuphead e Mugman, como um movimento de rolar no chão de parry que funciona como um dash que impede você de receber qualquer golpe dos inimigos, então você se torna invencível por uma fração de segundo. Além disso, há seu salto duplo, um powerup muito simples e clichê que é usado em demasia na maioria dos jogos, mas aqui faz uma enorme diferença na hora de evitar ataques. Tudo isso é muito útil, eu diria, e jogar como Cuphead novamente me fez sentir uma imensa falta dos poderes de Chalice.

Lutas com chefes são o foco aqui
Lutas com chefes são o foco aqui

A coisa mais empolgante aqui é que as fases não são mais baseadas em run ‘n’ gun, em vez disso, tudo o que temos são lutas contra chefes. Há uma lista dos chefes disponíveis para você enfrentar no menu de pausa, para que você possa eliminá-los um por um na ordem em que optar. Cada chefe foi projetado do zero, embora ainda vejamos reminiscentes de chefes já existentes do jogo base, como a estrutura básica do level design e diferentes formas dos monstrengos (dependendo do nível de dificuldade que você escolheu). Cabe a você decidir se isso é bom ou ruim – eu adorei.

Além de tudo isso, há uma espécie de desafio do um dito Rei nos céus, que pode ser alcançado quando você sobe algumas escadas vindas do alto. Nessas fases, entramos em lutas únicas e bastante desafiadoras que envolvem reflexos, mas que são super divertidas para lutar por moedas de ouro que servirão como moeda para comprar equipamentos na loja local do porco com cara de mau.

Valeu a pena esperar?

Delicious Last Course bsolutamente valeu a espera. Este DLC é um dos mais valiosos que já vi e, definitivamente, o fator custo-benefício aqui deve ser classificado como ridiculamente alto. Miss Chalice é uma personagem única, e seus powerups acabaram sendo incrivelmente úteis e invejáveis. A história também é palatável e dá continuidade ao jogo base de certa forma, provando que esse DLC foi feito com carinho, amor e pensando nos jogadores que são tão apaixonados por esse jogo. Além disso, se você preferir o lado boss rush da campanha base de Cuphead, você vai se sentir em casa aqui.


Jogo fornecido para análise pela MDHR Studio.

The Delicious Last Course
The Delicious Last Course DLC
Veredito
The Delicious Last Course é um dos DLC mais aguardados por mim, de um dos jogos que mais me surpreenderam por sua qualidade nos últimos tempos. Cuphead e seu conteúdo adicional são, definitamente, uma obra-prima.
Prós
Chalice é uma personagem única
Custo-benefício altíssimo e excelente duração
Foco em boss rush é definitivo no DLC
História continua divertida e típica de desenho animado
Desafios do Rei também são um extra bem bacana
Contras
O biscoito de Chalice é uma faca de dois gumes
9.5
Apaixonantemente divertido
você pode gostar também
Comentários